Rede do Serpro falha. eSocial não vai multar empresas que perderam prazo

O Comitê Gestor do eSocial vai orientar os órgãos fiscalizadores quanto à não aplicação de penalidades pelo eventual descumprimento dos prazos das obrigações acessórias, uma vez demonstrado que ocorreu por questões técnicas, inerentes às dificuldades de implantação, revela nota oficial no site do eSocial, nesta sexta-feira, 08/02.

A decisão foi tomada depois de muitas reclamações das empresas que tinham até o dia 07 de fevereiro para prestar suas contas com o regime do governo. Nos dias 06 e 07 de fevereiro, muitas empresas reclamaram de não conseguir acesso à plataforma. O Serpro, responsável pela gestão do eSocial, admitiu que houve instabilidades na sua infraestrutura de redes nos dois dias, mas, procurados pelo Convergência Digital, não revelou os motivos dessas falhas.

Nesta quinta-feira, 7/2, terminava o prazo para que as empresas com faturamento entre R$ 4,8 milhões e R$ 78 milhões fechassem a primeira folha de pagamento já com base nas novas regras do sistema digital. Mas como reconhecido pelo Serpro, houve falhas na rede.

“Informamos que, na última quarta-feira, dia 6 de fevereiro, ocorreu uma instabilidade na rede Serpro, que afetou o funcionamento de alguns sistemas, inclusive o eSocial. O incidente provocou reflexos no eSocial no período de 11h50 até as 18h30, quando o ambiente voltou ao normal. A instabilidade na rede Serpro também já está solucionada”, comunicou a Serpro, para reportar a falha e justificar a decisão do Comitê Gestor do eSocial.

Fonte: Convergência Digital.