Quarenta líderes empresariais apresentam Declaração Digital em Davos

A GSMA apresentou hoje a “Declaração Digital” no Fórum Econômico Mundial de Davos. A declaração estabelece pautas fundamentais para agir eticamente na era digital, ajudando as empresas a fornecer aos cidadãos, indústrias e governos o que mais lhes importa.

Os 40 líderes empresariais que já se comprometeram com a declaração abrangem vários setores industriais e incluem representantes da Bharti Airtel, China Mobile, China Telecom, Deutsche Telekom, Ericsson, IBM, KDDI, KT, LG Electronics, Mobile World Capital Barcelona, Nokia, NTT DOCOMO, Orange, Samsung Electronics, Sharp, SK Telecom, Sony Corporation, STC Group, Telefónica, Turkcell, Verizon, Vodafone e Xiaomi.

A iniciativa surge em um contexto de mudanças significativas que afetam empresas e consumidores no mundo digital. Espera-se que, até 2022, 60 por cento do PIB seja digitalizado. A iminente chegada das redes 5G irá acelerar ainda mais essa mudança. Ao mesmo tempo, os clientes possuem cada vez mais expectativas dos serviços digitais, enquanto sua confiança nas empresas está sendo testada.

A Declaração Digital é um movimento composto por gerentes gerais que enfrentam desafios cruciais. Seus princípios exigem que as empresas respeitem a privacidade de cidadãos digitais; manejem os dados pessoais com segurança e transparência; tomem medidas significativas para mitigar ameaças cibernéticas; e assegurem que todos possam participar da economia digital em desenvolvimento, à medida em que se combate o assédio online. Tomados em conjunto, esses compromissos irão garantir que a internet seja mantida como uma plataforma aberta para expressão e um motor de inovação.

“As correntes sociais, tecnológicas, políticas e econômicas estão se combinando para introduzir disrupção em todas as indústrias”, afirmou Mats Granryd, Diretor Geral da GSMA. “Uma nova forma de liderança responsável é necessária para navegar com sucesso nesta era. Estamos prestes a entrar na era 5G, que irá despertar novas possibilidades para clientes e promessas de transformar os modelos de praticamente todos os negócios. Diante dessa disrupção, aqueles que adotarem os princípios da Declaração Digital irão se dedicar ao sucesso nos negócios de modo que busquem um melhor futuro para seus clientes e sociedades. Aqueles que resistirem às mudanças podem esperar uma desconfiança cada vez maior de acionistas, reguladores e clientes.”

“Um futuro digital positivo e propício é essencial para uma sociedade realmente inclusiva e capacitada”, disse Sunil Bharti Mittal, Presidente da Bharti Airtel – o primeiro líder empresarial a assinar a Declaração Digital. “Esse futuro só pode ser construído mediante a colaboração e diálogo permanente entre as partes interessadas. É imperativo que a indústria realize os investimentos necessários para construir um ecossistema digital sustentável e mantenha a confiança dos cidadãos por meio de uma conduta transparente e responsável com respeito à privacidade e aos dados.”

“O apoio à Declaração Digital está alinhado à nossa visão de tornar realidade uma sociedade progressista, livre e informada”, disse Stéphane Richard, presidente e CEO da Orange, e Chair da GSMA.” A Orange luta contra a exclusão digital com inovações acessíveis ao maior número possível de pessoas. Cuidamos e facilitamos a vida digital de nossos clientes graças à nossa experiência em segurança cibernética e identidade digital. Apoiar essa declaração nos dá uma visão compartilhada para atuar com responsabilidade, ao passo em que ajudamos nossos clientes a ingressar na era da inteligência artificial e Internet das coisas.”

“Um futuro digital sustentável só pode ser construído com base em valores claros e políticas adequadas ao século XXI”, destacou José María Álvarez-Pallete, Chairman & CEO, Telefónica. “É a hora de mostrar que nós, empresas, estamos dispostas a aceitar nossa responsabilidade e reivindicar uma Declaração Digital de Direitos que ajude a amenizar qualquer impacto da tecnologia sobre nossas vidas. As pessoas devem ser o centro de cada decisão e medida que adotamos.”

A tecnologia móvel é uma das mais proliferadas da história, tendo alcançado mais de 5 bilhões de assinantes exclusivos em todo o mundo, o que representa cerca de dois terços da população mundial. Estima-se que esse número crescerá para quase 6 bilhões (71 por cento) até 2025. Ao representar a indústria móvel global, a GSMA está no centro de muitas inovações tecnológicas que já configuram a sociedade digital do futuro, incluindo 5G. A indústria trabalhou com líderes empresariais para elaborar a declaração com objetivo de demonstrar o compromisso do setor privado com uma liderança responsável em um momento que os formuladores de políticas públicas enfrentam novos desafios no ecossistema digital em evolução.

À medida que caminhamos em direção à era da Conectividade Inteligente, a combinação da hiperconectividade, habilitada por 5G e Internet das Coisas, com a poderosa inteligência proporcionada por big data e inteligência artificial, transformará ainda mais todas as indústrias. Ao adotar a Declaração Digital, os CEOs estão mostrando seu compromisso com uma atuação responsável ao passo em que acompanham este rápido ritmo de mudança tecnológica.

A GSMA convida a líderes empresariais de todos os setores para fazer parte da Declaração Digital e perguntar-se qual papel podem representar ao criar uma melhor sociedade digital. Para mais informações sobre a Declaração Digital, incluindo a lista de gerentes gerais que já fazem parte, clique aqui.

Fonte: TIinside.