Marcos Pontes diz que Reestruturação do MCTIC vai Ajudar na Execução de Projetos

Ministro participou da abertura do evento Café com Projetos e explicou nova estrutura e atribuições de secretarias

“Para qualquer projeto funcionar e ter sucesso, é preciso uma estrutura pensada e planejada” afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, nesta sexta-feira (26), durante participação no Café com Projetos, evento promovido pelo MCTIC em parceria com o Instituto de Gerenciamento de Projetos (PMI, na sigla em inglês). O encontro contou com a participação de profissionais que atuam em projetos ligados à ciência, tecnologia e inovação no setor público e também na iniciativa privada.

O ministro detalhou toda a reestruturação realizada no MCTIC desde o início de sua gestão. “Quando começamos a analisar o ministério, na fase de transição, um dos problemas observados foi a falta de coordenação entre os vários setores. Era preciso uma coordenação para executar os projetos com começo, meio  e fim.”

Marcos Pontes explicou que as duas secretarias ligadas ao setor de comunicações, Radiodifusão e Telecomunicações, foram mantidas, mas com novas metas e atribuições. Já no setor de ciência, tecnologia e inovação, a nova estrutura conta com a Secretaria de Políticas para Formação e Ações Estratégicas (Sefae), a Secretaria de Empreendedorismo e Inovação (Sempi) e a Secretaria de Tecnologias Aplicadas (Setap), que atuam de forma complementar e integrada.

Pesquisa e resultado

Segundo o ministro, a Sefae investe na formação, infraestrutura e apoio a pesquisadores, além do estímulo ao interesse de novas gerações pela ciência. Uma das ações já implementadas pela secretaria é o programa Ciência na Escola, que deve investir R$ 100 milhões em iniciativas nos ensinos fundamental e médio.

Já a Sempi , explicou o ministro, é responsável por fazer a conexão entre conhecimento e resultados, com um modelo que estimula a criação de centros de inovação regionais, adaptados às vocações regionais. A Setap completa esse trabalho ao ajudar a desenvolver tecnologias que serão aplicadas em diferentes setores como indústria, comércio, serviços e agricultura, além de tecnologias sociais em saúde e saneamento.

De acordo com o ministro, a  Secretaria de Planejamento, Cooperação, Projetos e Controle (Sepla)  faz o alinhamento de todas as ideias e operações, gerencia, mede e avalia o andamento dos projetos. Já a Secretaria Executiva dá o apoio a todas as áreas internas e cuida também da relação com  as entidades vinculadas ao ministério.

Missão

Segundo Marcos Pontes, toda a reestruturação foi norteada para cumprir a missão do MCTIC, que é produzir conhecimento, gerar riquezas e contribuir para melhorar a qualidade vida das pessoas. O ministro apontou que o ministério vem perdendo orçamento ao longo dos últimos anos porque suas ações não estão chegando à vida das pessoas, que deixam de perceber a importância da ciência e tecnologia para o país.

O Café com Projeto é uma iniciativa da Diretoria de Projetos da Sepla, em parceria com o PMI, organização que atua no gerenciamento de projetos em 160 países, por meio da padronização de certificações com reconhecimento mundial. “O objetivo desse encontro é mostrar que existe uma diretoria de projetos dentro do ministério, que coordena várias iniciativas em ciência e tecnologia atrativas para profissionais que atuam no setor”, afirma o chefe de gabinete da Sepla, Eduardo Almeida.

Fonte: MCTIC.