Majorar serviços em 25% inviabiliza a economia digital

A majoração dos serviços por meio de uma alíquota única de 25%, como se discute, hoje, no Congresso Nacional, vai inviabilizar a economia digital no Brasil, adverte o presidente da Associação Brasileira de Empresas de Software, Rodolfo Fücher. O setor de software, lembra o executivo, hoje, paga 5% de ISS. “Se passarem essa alíquota de 25% será uma majoração de vinte pontos percentuais. Isso inviabiliza qualquer negócio de software e, por consequência, a transformação digital”, afirma.

À CDTV, do Convergência Digital, durante o Rio Info 2019, que aconteceu nos dias 17 e 18 de setembro, no Rio de Janeiro, Rodolfo Fücher sustentou que simplicidade e clareza são urgentes na reforma tributária em discussão. “Como as legislações são complexas, há muitas interpretações que terminam por gerar ruídos entre empresas e fiscais e uma insegurança jurídica para quem quer investir no Brasil”, observou.

Sobre a Lei de Informática- que está em revisão por determinação da Organização Mundial do Comércio – o presidente da ABES cobra mais agilidade na liberação dos recursos por parte do governo. “A inovação não espera o tempo que o governo está levando”.

Fonte: Convergência Digital.