Instituto Futebol de Rua oferece capacitação na área de e-sports

Usar o esporte (em especial o futebol) como uma ferramenta para transformação social, ajudando jovens de áreas carentes na busca por uma colocação no mercado de trabalho. É essa a proposta do Instituto Futebol de Rua, criado em 2006 e com sede em Curitiba no Parque dos Peladeiros, onde atende crianças e adolescentes com idade entre 7 e 17 anos. E a partir de março, uma grata novidade para os jovens apaixonados por tecnologia. É que o Instituto passará a oferecer, numa parceria com a Assespro-PR, capacitação na área tecnológica, como foco em e-sports.

O convênio entre as duas partes foi firmado na última semana, a partir da avaliação da Assespro-PR de que há uma demanda grande por profissionais na área – só em Curitiba existem 6 mil vagas de emprego em aberto -, mas que falta capacitação do pessoal que poderia ocupar essas vagas.

Dessa forma, a ideia é fazer palestras e treinamentos com os jovens que participam do Instituto, inserindo a tecnologia dentro do currículo ofertado aos alunos. “A ideia é incentivar, criar o interesse dos jovens pela área de tecnologia”, explica Adriano Krzyuy, diretor presidente da Assespro-PR. “Como eles já têm a proposta voltada ao futebol, ao esporte, a ideia é engajar eles pelo próprio videogame, jogos de e-sports, até eles se interessarem por esse desafio de como fazer um jogo, programar”, complementa.

Alceu de Campos Natal Neto, fundador e diretor-executivo do Futebol de Rua, explica que essa nova parceria harmoniza com outros programas já desenvolvidos pelo Instituto, com foco na colocação desses jovens no mercado de trabalho, na conquista do primeiro emprego.

Uma dessas iniciativas é o Jovem Aprendiz, programa do governo federal e que é executado pelo Instituto de uma maneira diferenciada, com o Jovem Aprendiz Esportivo, no qual os alunos, além da prática de futebol, recebem uma formação com foco nas profissões que orbitam em torno do esporte, como preparador físico, jornalista, profissional de marketing, médico e etc.

“[Os alunos] Estão super animados. Tinham acesso até então à nossa sala de informática, mas não tinham todo esse conhecimento. Ter esse pessoal com a gente [da Assespro], entender mais… Eles têm esses acessos que são o básico e agora com a Assespro é outro mundo, mundo de conhecimento e trabalho.”

Outras iniciativas do Instituto
O Instituto Futebol de Rua atende mais de 380 crianças e adolescentes e visa a formação humana a partir do esporte e das artes, como agentes da transformação social. Contando com mais de 50 profissionais, entre professores, assistentes e pedagogos, o instituto oferece programas tanto dentro de sua sede como em parceiros, sempre no contra turno dos alunos.

Além do programa Jovem Aprendiz, Alceu Natal Neto também explica que hoje são desenvolvidos outros dois projetos no âmbito do Instituto. Um deles é o Jogando Juntos, feito em parceria com a Fundação de Ação Social (FAS) e que funciona como um sistema de fortalecimento de vínculo familiar. Outro é o Futebol de Rua pela Educação, que já está sem seu 9º ano e marca presença em 22 cidades de 12 estados diferentes.

SERVIÇO
Instituto Futebol de Rua

O que é: Uma organização sem fins lucrativos e com sede em Curitiba e núcleos pelo Brasil que desde 2006 utiliza o esporte e a cultura como ferramentas para o desenvolvimento social, ajudando crianças e adolescente em situação de vulnerabilidade social e oferecendo formação profissional de jovens aprendizes.

Como funciona: Atualmente o Instituto toca três programas diferentes e atende pessoas que moram no entorno do Parque dos Peladeiros. Para participar, o jovem interessado deve atender alguns requisitos sociais ou ser encaminhado pela FAS.

Como ajudar: Aceita o apoio de voluntários, quepodem escolher o que fazer dentro da instituição, e também contribuições pontuais ou via lei de incentivo, lei do esporte e transferências diretas. Para mais informações, acesse o site do Instituto.
Mais informações: www.futebolderua.org

Fonte: Bem Paraná.