Governo negocia para transformar Foz do Iguaçu em zona franca para datacenters

Ao participar do Futurecom 2019, que acontece esta semana em São Paulo, o secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Elisio de Menezes, disse que está negociando – sem dar uma data para o anúncio formal – a criação de uma espécie de “zona franca de Manaus” para datacenters no Brasil, em Foz do Iguaçu, no Paraná. A ideia é que os datacenters estabelecidos na região sejam incluídos em uma classe especial de consumo de energia, o ativo mais caro na sustentação do negócio.

“Sabemos da dificuldade de atrair datacenters para a região, muitos querem ficar em São Paulo, mas conseguimos lá conceder benefícios na parte de energia, além de outros atrativos que estão em negociação, entre eles, a redução do ICMS. O Brasil tem muitos datacenters, mas podemos ter muito mais. O 5G demandará muitos datacenters”, observou Vitor Elisio Menezes. O governo também negocia a facilidade de importação de equipamentos, com celeridade para o desembarque daqueles não produzidos no País e essenciais para os datacenters.

Escaldado, já que desde 2017, ainda na gestão de André Borges à frente da secretaria de Telecomunicações, o Brasil formula um pacote de medidas para incentivar a implantação de datacenters no Brasil, Vitor Menezes não quis dar datas. “Esse é um processo que envolve muitas negociações. Mas é certo que o Brasil, hoje, não é um país atraente para os datacenters. Nós perdemos qualquer disputa com outros países da região. E essa equação precisa mudar”, completou.

Fonte: Convergencia Digital.