Curitiba passa SP e alcança o título de cidade mais inteligente do Brasil

Cidade chega ao topo do Connected Smart Cities graças a bons desempenhos em governança, urbanismo e tecnologia

“Curitiba desbancou São Paulo e agora é considerada a cidade mais inteligente do país. A conclusão é do Connected Smart Cities, levantamento que explora o desempenho de 700 municípios do país para definir o potencial de desenvolvimento de cada um deles. Apesar de patinar em áreas essenciais, como saúde e segurança, a boa avaliação da capital paranaense foi puxada por bons resultados nas áreas de investimento municipal, transparência e tecnologia.

A nova edição da pesquisa fez São Paulo, líder do ranking em 2016 e 2017, cair para o 2º lugar. Curitiba, que pleiteou o 3º lugar em 2016 e chegou à vice-liderança no ano passado, agora ascende ao título de cidade mais inteligente do país melhorando em sete dos 11 indicadores avaliados: urbanismo; tecnologia e inovação; economia; saúde; segurança; empreendedorismo e governança.

Nas áreas de mobilidade; meio ambiente; educação e energia, os outros eixos que serviram como base da metodologia, a cidade caiu ou continua fraca a ponto de não entrar no grupo das 50 mais bem avaliadas.

A pesquisa mostra ainda que é em governança que a capital mais paranaense mais se destaca, pulando do 3º para o 1º lugar. Para o cálculo deste tópico é assimilado o desempenho dos municípios em relação à escolaridade do prefeito; à Escala Brasil Transparente (EBT), que mede o grau de transparência pública; à disponibilidade de conselhos e o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IDFM) – cuja avaliação mais recente, de 2016, colocou Curitiba na 74ª colocação nacional.

Entre os demais eixos que Curitiba também ocupa lugar de destaque estão urbanismo (2º lugar no ranking específico), tecnologia e inovação (3º) e empreendedorismo (2º). Por outro lado, os dados mostram claramente onde o planejamento precisa melhorar. Em saúde, por exemplo, a capital está em 33º lugar ; e em energia – um dos indicadores que trata principalmente de sustentabilidade – o município continua sem aparecer entre os 50 mais bem colocados.

Inovação
O levantamento ressalta ainda que um dos grandes fatores que contribuíram para o crescimento de Curitiba no ranking foi o fato de a cidade ter apresentado crescimento de 20% das microempresas individuais no último ano, além de sediar sete incubadoras de empresa e quatro parques tecnológicos – entre eles o Tecnoparque, projeto relançado em maio e que reduz impostos para empresas de base tecnológica.

Somam-se a isso os planos de transformar a cidade em referência em inovação com a criação do Vale do Pinhão, uma espécie de réplica do modelo empreendedor aplicado no Vale do Silício, nos Estados Unidos.

“Curitiba este ano assume a liderança no ranking. E esse resultado demonstra a importância das ações de curto e médio prazo realizadas em anos anteriores e dos planos estratégicos das cidades, que devem ser mais do que planos de governo que não necessariamente sigam apenas o ciclo político de quatro anos, mas que prevejam estratégias e ações em diferentes tempos: curto, médio e longo prazo”, analisa Thomaz Assumpção, sócio da Plataforma Connected Smart Cities e presidente da empresa de consultoria Urban Systems, uma das responsáveis pelo levantamento.

Perdendo a liderança, São Paulo caiu por piorar nos eixos de tecnologia e inovação (passando do 2º para o 4º lugar); empreendedorismo (1º para o 9º lugar) e economia (3º para o 7º lugar). Mesmo assim, a maior cidade do país continua sendo a melhor nos quesitos mobilidade e acessibilidade; e urbanismo.

Curitiba inteligente
Curitiba conquistou a primeira colocação no ranking geral Connected Smart Cities. Veja as dez cidades mais bem colocadas em 2017 e 2018.

Cidade  2017 2018
Curitiba (PR) 2 1
São Paulo (SP) 1 2
Vitória (ES) 5 3
Campinas (SP) 8 4
Florianópolis (SC) 6 5
Rio de Janeiro (RJ) 3 6
Belo Horizonte (MG) 4 7
Porto Alegre (RS) 11 8
Santos (SP) 12 9
Niterói (RJ) 18 10

Ponto a ponto
Dos 11 eixos avaliados para o ranking, Curitiba está entre as três melhores cidades em cinco deles.

Fonte: Urban Systems.

Fonte: Gazeta do Povo.