Curitiba e Região Metropolitana terão comitê para conectar e impulsionar o ecossistema de inovação

Pessoas e instituições envolvidos com a inovação poderão se inscrever no Comitê de Governança até o dia 8 de dezembro

Estão abertas as inscrições para a participação do Comitê de Governança do Ecossistema de Inovação de Curitiba e Região Metropolitana (RMC). A iniciativa visa reunir e estimular a conexão entre representantes de organizações, entidades e pessoas físicas envolvidos com a inovação na região. Os interessados poderão se inscrever até o dia 8 de dezembro por meio do link.

A iniciativa é do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Curitiba (CMCTIC), que inclui representantes do poder público, setor produtivo empresarial e instituições de ensino e pesquisa. A ação também busca expandir o Vale do Pinhão, movimento do ecossistema de inovação.

A partir da articulação e apoio de formação da governança será elaborada uma agenda com sugestões de ações, eventos e uma jornada de apoio à inovação para a criação, suporte e fomento de empresas com negócios de potencial inovador. Além disso, também faz parte das atribuições o monitoramento dos indicadores do ecossistema.

Segundo o consultor do Sebrae/PR, Weliton Perdomo, é preciso simplificar os caminhos e oferecer uma estrutura de suporte para o empreendedor.

“É essencial que um empreendedor saiba a quem procurar de acordo com as suas necessidades. É importante que ele tenha acesso ao capital humano, apoios institucionais e governamentais para se fortalecer e validar seu negócio, como também buscar investimentos em uma aceleradora ou em instituições de fomento”, explica.

Segundo mapeamento do Sebrae/PR, realizado no final de 2019, Curitiba e região metropolitana possuem 385 startups, sendo que 41% delas ainda estão em estágios iniciais de descoberta e validação e ainda precisarão de apoio para se desenvolver. Os dados também revelaram a capacidade da região em relação ao capital humano, a partir dos dados sobre os cursos de educação superior. A região possui 883 cursos de graduação, sendo 291 em áreas tecnológicas, e 127 cursos de mestrado, sendo 100 em áreas tecnológicas. Além disso, são 78 cursos de doutorado, sendo 59 tecnológicos.

“Esse comitê será uma força de coordenação e de colaboração entre os diversos interessados no ambiente de inovação. O fortalecimento desses atores é benéfico para todo o ambiente e isso se reverte em impactos positivos para toda a sociedade”, explica a presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, Cris Alessi.

No dia 15 de dezembro, às 9h, os inscritos poderão participar da constituição do Comitê para apresentação e definição das primeiras ações. Nesse dia, também haverá o encerramento do programa Tech By Sebrae e Alto Potencial, uma jornada de inovação para pequenas empresas de Curitiba e região.

O Comitê de Governança do Ecossistema visa reunir representantes do ecossistema como empresas de todos os portes, universidades, setor público, apoio institucional (como Sebrae, Fiep, associações e cooperativas), ambientes de inovação (exemplo de aceleradoras, parques tecnológicos, incubadoras e coworkings) e órgãos de fomento (bancos e fundos de investimentos).  Informações podem ser obtidas pelo 0800 570 0800.

Fonte: ClickParaná