BrasCloud conquista o primeiro lugar na categoria Inovação em Produtos na premiação do Programa Oeste em Desenvolvimento

Uma premiação do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), condecorou as nove iniciativas que contribuíram para o fomento da ciência e da tecnologia na região nos últimos dois anos. A entrega das certificações do Prêmio Inova Oeste ocorreu durante o 5º Fórum de Desenvolvimento Econômico do Território Oeste do Paraná, realizada no Parque Científico e Tecnológico de Biociências (Biopark), em Toledo.

Três modalidades foram premiadas, Inovação em Produto, Inovação em Processos e Práticas Inovadoras Organizacionais.

A BrasCloud, associada da Assespro-Paraná e Iguassu-IT,  teve seu projeto como primeiro colocado na categoria Inovação em Produto entre as Micro e Pequenas Empresas e Startups, seguido da Granex e Bio Sano. “É importante sabermos do potencial das empresas da nossa região e reconhecer o seu destaque”, observa o presidente da Iguassu-IT, Roberto Carpes. Para Adriano Krzyuy, presidente da Assespro-Paraná, “a premiação reconhece a inovação como característica central da BrasCloud”.

A BrasCloud

A empresa, com sede em Cascavel, construiu seu próprio data center para ofertar computação em nuvem na modalidade de “cloud pública” de Infraestrutura de Data Center como serviço (IaaS – Infrastructure as a Service). A BrasCloud anuncia que disponibiliza tecnologia de ponta no mercado em comparação paralela a grande referências internacionais. Em questões de hardware, incluindo os servidores a arquitetura é do tipo hiper convergente e seguem os padrões de design OCP – Open Compute Project, utilizado por empresas globais como Google e Facebook.

O sócio-investidor da empresa, Leandro Lorenzetti, destaca a participação no Prêmio Inova Oeste e incentiva outros empresários da região a optarem por mais inovação em seus empreendimentos.

Demais categorias

Publicação da página oficial do POD tem entre as médias e grandes, os melhores foram: Comercialização de ovos em estojo contendo 18 unidades, da Cooperativa Lar; Linha Friminho de produtos cárneos e lácteos infanto-juvenis da Frimesa e Desenvolvimento de linha de empanados em embalagens de 700g, da Lar.

Dentro de Inovação e Processos, os vencedores entre as pequenas empresas foram: Manipulador multipropósito controlado automaticamente: um robô industrial, da empresa Schumacher; Blocos de fibra produzidos a partir dos rejeitos da produção de peças, também da Schumacher e Processo de prospecção tecnológica com foco no desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias, da Defere.

Entre as médias, as melhores práticas foram das empresas Cooperativa Lar e Hotel Wish Foz.

Na categoria Inovação em Processos e em Práticas Inovadoras Organizacionais nas instituições de ensino, o escolhido foi o Núcleo de Excelência em Empreendedorismo e Inovação (NEEI), da PUC Paraná.

O Prêmio Inova Oeste recebeu ao todo 37 inscrições.

Desafio

Também foram divulgados os nomes das instituições que receberão até R$ 100 mil para desenvolver projetos na área de sanidade agropecuário e meio ambiente. São elas: Associação Internacional União das Américas; Aquaponics Lab; Vita-Acquavitalle; Aquaponia Orgânica Foz; Universidade Estadual do Oeste do Paraná e Lumar Centrais de Gás.

Com assessoria do POD