Aconteceu a premiação dos banners apresentados no workshop de Tecnologia Assistiva

representantes entregando prêmio para os banners de tecnologia assistiva

A Fundação Araucária, a Secretaria de Justiça, Família e Trabalho por meio do Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência e a Superintendência Geral da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior realizaram nesta quinta-feira (19), a cerimônia de premiação dos banners apresentados no I Workshop Internacional de Tecnologia Assistiva. O evento aconteceu no Restaurante Babilônia Gastronomia e Cia.

“O tema é muito importante para a sociedade paranaense e brasileira como um todo, e a realização dessa ação  é uma oportunidade para conhecer quais são as iniciativas em relação às tecnologias assistivas e inovação que estão sendo desenvolvidas e trabalharmos de forma melhorada na área”, reforça o presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig.

A avaliação dos banners foi realizada por professores de fora do estado do Paraná, garantindo desta forma, a idoneidade do processo. Os pesquisadores que avaliaram os banners são: do Rio de Janeiro, da Bahia, de Sergipe, de Santa Catarina e de Minas Gerais. A tecnologia assistiva é um recurso e serviço que contribui para proporcionar ou ampliar habilidades funcionais de pessoas com deficiência e, consequentemente, promover vida independente e inclusão social.

Devido ao criterioso processo de avaliação e ao alto nível de qualidade das pesquisas apresentadas, o corpo de avaliadores deliberou a impossibilidade em classificar os três primeiros colocados em primeiro, segundo e terceiro lugar. Desse modo, a categorização ficou para o primeiro e dois segundos lugares. Confira:

1º lugar: Aplicação do Código Tátil SEE COLOR por processo em embossing em produtos para tecnologia assistiva, dos autores: Maria Lilian de Araújo Barbosa, Maria Lúcia Leite Ribeiro Okimoto e Márcio Fontana Catapan;

2º lugar: Tecnologia Assistiva: Desenvolvimento de Jogos Inclusivos por meio de Game Jam dos autores: Camila Buttura Chrusciak, Márcia Gemari Derenevich, Cristoffer Rodrigues Poncini, Rosimeri Sedrez Bitencourt, Osiris Canciglieri Júnior e Maria Lucia Miyake Okumura;

e Interação Inclusiva: Mapeamento de Tecnologias Multimodais para pessoa com deficiência visual, dos autores: Dominique Leite Adam e Maria Lucia Leite Ribeiro Okimoto.

O chefe do Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência da Sejuf, Felipe Braga Côrtes, lembra que há no Paraná vários grupos de trabalho que pesquisam e produzem tecnologias assistivas de forma isolada. “São iniciativas como essas executadas pela parceria de instituições governamentais, ou seja,  o workshop e a valorização das pesquisas existentes, que passarão a unir o capital intelectual do Paraná voltado a essa área”, diz Felipe.

O evento contou com a participação dos senhores: Luis Mário Luchetta, André Telles, Luiz Paulo Mascarenhas, Henrique Domakoski, Leandro Vitorino Moura, Nôga Simões da CINQ Tecnologies (patrocinadora do prêmio), Porto a Porto Importação e Exportação de Vinhos (patrocinadora do prêmio) , Celepar , Assespro, Grande Oriente Paraná, equipe organizadora e demais envolvidos.

Fonte: Fundação Araucária.