Teste Baseado em Modelos de Processos de Negócio

Figura 1: Processo ETAP-PRO

No teste baseado em modelos, os casos de testes poderão ser gerados automaticamente a partir de um modelo da aplicação a testar. Esta abordagem permite uma maior automatização e sistematização. Sempre que as especificações mudam, o modelo deverá ser adaptado para refletir essas alterações e os novos casos de teste são gerados a partir do modelo alterado.

O teste baseado em modelos tem sido amplamente usado em vários domínios sendo que as estratégias de geração dos testes dependem da natureza do modelo usado.

Uma notação muito comum para a modelação de processos de negócio, é a notação BPMN (Business Process Modeling Notation). Esta é uma notação rica que permite descrever processos de negócio de forma gráfica.

Também é possível gerar casos de teste a partir de modelos BPMN usufruindo das vantagens do teste baseado em modelos.

O projeto ETAP-PRO pretende criar uma plataforma para teste automático a processo de negócio estruturada em palavras-chave para facilitar a adaptação dos casos de teste às alterações efetuadas. Esta plataforma permite manter informação de rastreabilidade entre os artefactos produzidos e as atividades do processo para facilitar a análise do impacto das alterações efetuadas.

A plataforma ETAP-PRO implementa um processo de 3 fases: geração dos casos de teste; construção dos scripts de teste; e execução automática dos scripts de teste (Figura 1).

Na primeira fase, a plataforma recebe um modelo BPMN em formato XPDL e gera todos os percursos possíveis desde o nó inicial do modelo até ao nó final. Estes caminhos correspondem a casos de teste que são convertidos para Gherkin. Gherkin é uma linguagem estruturada em Features, Scenarios e Steps e que serve dois propósitos: documentação do projeto e como base para testes automatizados. As especificações Gherkin podem ser lidas pela ferramenta Cucumber (ferramenta que pode ser usada em conjunto com a biblioteca Selenium para executar testes de aceitação).

Na segunda fase, os testadores desenvolvem os scripts de teste a partir das especificações Gherkin.

Na terceira fase, os scripts de teste são executados e os resultados dessa execução pode ser visualizada de forma gráfica (as atividades do modelo original são pintadas a verde se o teste teve sucesso, a vermelho se o teste falhou e a azul se os testes correspondentes não foram executados) ou de forma textual (registos da execução, falhas detetadas, entre outras).

A plataforma ETAP-PRO pretende diminuir o esforço necessário para automatizar testes ajudando na gestão das alterações e promovendo a reutilização através do uso de palavras-chave. Esta é uma plataforma que irá, com certeza, contribuir para que as organizações lidem de forma mais eficiente e eficaz com as alterações necessárias neste mundo competitivos e em constante mudança.