Projeto do Tatuquara entre os melhores do mundo em sustentabilidade

Curitiba está entre as seis melhores cidades do mundo em projetos de sustentabilidade urbana. O programa Horta do Chef, lançado no ano passado pela Prefeitura, foi finalista na categoria Ambiente Urbano, do World Smart City Awards, a maior premiação internacional de cidades inteligentes, entregue em Barcelona, nesta quarta-feira (14/11). O projeto curitibano ficou entre os melhores de 473 projetos de todo o mundo avaliados no evento.

“A agricultura urbana é uma das prioridades da minha gestão, na área de segurança alimentar, e o Horta do Chef tem como objetivo ajudar as famílias que cultivam a ter uma renda extra e também a reduzir os custos de produção”, afirmou o prefeito Rafael Greca, na cerimônia de premiação na capital catalã acompanhado da primeira-dama Margarita Sansone.

Para Greca, estar entre os finalistas do World Smart City Awards representa uma grande vitória para Curitiba, uma vez que o Horta do Chef foi selecionado entre quase 500 projetos criados por governos, empresas, centros de pesquisa e startups de 57 países.

Os vencedores da premiação internacional foram anunciados durante o Smart City Expo World Congress, o fórum internacional mais importante sobre cidades inteligentes, que começou na terça-feira (13/11) e segue até quinta-feira (15/11). Em Barcelona, o prefeito representa a capital na cúpula internacional e está fazendo visitas técnicas a espaços e programas referências em inovação.

A iniciativa vencedora foi o projeto de renovação do distrito de Jinshan, em Shangai, na China.  O World Smart City Awards busca reconhecer projetos pioneiros, ideias e estratégias que promovam o desenvolvimento urbano sustentável em todo o mundo. Projetos das cidades de Buenos Aires (Argentina), Cracóvia (Polônia), Bergen (Noruega) e Liberty Lake (Estados Unidos) também disputavam o prêmio.

Parceria 
Lançado em março de 2017, Horta do Chef tem a participação, atualmente, de 100 famílias da Horta Comunitária do Rio Bonito, no Campo do Santana, e de 88 famílias da Horta Comunitária Santa Rita IV, no Tatuquara.

“Como a produção extrapolava em muito o consumo, as parcerias estabelecidas com o programa trazem equilíbrio para oferta e demanda. Já a receita conseguida com a venda dos produtos permite a realização de benfeitorias nas próprias hortas”, explica o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab), Luiz Gusi, responsável pela implantação do Horta do Chef. O excedente também é doado a instituições de caridade, trocado entre os produtores ou vendido aos vizinhos.

Chefs de cozinha renomados da capital, como Manu Bufara (Manu), Lênin Palhano (Nômade),  Vânia Krekninski (Limoeiro) e Gabriela Carvalho (Quintana), participam do programa, como mentores dos produtores. De um lado, os chefs famosos têm acesso a alimentos cultivados por pessoas que retomaram o contato com a terra e que produzem o próprio alimento. De outro, os agricultores podem agregar valor às hortaliças plantadas e reduzir os custos do cultivo.

Ocupação urbana
A Prefeitura de Curitiba dá apoio às hortas urbanas comunitárias, por meio do Programa de Agricultura Urbana da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab). Espaços, antes repletos de lixo ou usados como pontos de consumo de drogas, deram lugar a canteiros bem cuidados de pés de alface, rúcula, cebolinha, almeirão e outras hortaliças.

Atualmente, são 25 áreas cultivadas por cerca de 1 mil famílias de produtores urbanos. Estima-se que cerca de seis mil pessoas, ao todo, são beneficiadas pelas hortas urbanas de Curitiba, entre agricultores, familiares e pessoas que ganham ou compram as hortaliças. Os engenheiros agrônomos da Prefeitura são responsáveis pela assistência técnica e apoio organizacional das comunidades.

Também participaram da premiação, em Barcelona, a presidente da Agência Curitiba, Cris Alessi; o secretário municipal de Finanças, Vitor Puppi; Helton Tessari Brandão, diretor de Serviços de Tecnologia da Informação da Secretaria de Informação e Tecnologia (SIT) da Prefeitura; Adriano Krzyuy, presidente da Assespro-Paraná; André Telles, Eduardo Marques, Roberto Marcelino e Caio Castro sócios-diretores da iCities; além dos participantes da comitiva paranaense ao evento Smart City Expo.

Fonte: Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba.