faceic twitic youtic nseico

Certificação ISO


ASSESPRO-PARANÁ discute a Lei de Inovação Municipal e ISS Tecnológico

Avalie este item
(0 votos)

image
Na manhã de quinta-feira (07/12), a 
Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (ASSESPRO-PARANÁ) convidou vereadores, empresários e alguns representantes de organizações tecnológicas de Curitiba para discutir a Lei de Inovação Municipal e o ISS Tecnológico.

O objetivo do encontro foi estreitar o relacionamento do setor empresarial com a Câmara Municipal, dentro do setor de Tecnologia da Informação e com o executivo municipal. O Diretor Presidente da ASSESPRO-PARANÁ, Adriano Krzyuy, falou sobre a importância da realização desses encontros. “Precisamos ser propositivos com as mudanças que ocorrem cada vez mais rápido nos setores de tecnologia e que impactam a sociedade. Discutir a tecnologia e entender como ela pode melhorar o município, nós compreendemos como providencial”. 

Além de empresários do setor, participaram também os vereadores integrantes da Comissão de Urbanismo, Obras Públicas e TI da Câmara Municipal: Bruno Pessuti, Hélio Wirbiski, Mauro Bobato e Felipe Braga Côrtes, o presidente da Agência Curitiba, Frederico Augusto Munhoz da Rocha, o gestor de Inovação e Tecnologia do Sebrae, Luiz Gustavo Comeli e o coordenador da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Governo do Estado do Paraná, Evandro Razzoto.

Alguns projetos e medidas foram debatidos durante a reunião, dentre elas, a insegurança jurídica do setor empresarial, a recuperação do capital intelectual de Curitiba e a possibilidade de redução do ISS para esta área. Para o vereador Felipe Braga Côrtes, esses encontros são fundamentais. “Foi através de encontro como esse que há três ou quatro anos nós conseguimos uma aproximação maior da Câmara Municipal, colocamos TI na pauta da Câmara que hoje se encontra na Comissão de Urbanismo e Obras, e assim podemos contribuir para as necessidades maiores”.

Segundo Luiz Gustavo Comeli, gestor do Sebrae, é de extrema importância trazer pautas para a discussão de sociedade organizada, sociedade privada, para induzir políticas públicas que favoreçam de fato o desenvolvimento.  “Nós temos várias instituições envolvidas, discutindo uma política que favoreça o desenvolvimento econômico e ambiente de negócio centrado em inovação e tecnologia. Acreditamos que o envolvimento de todos esses atores diminui os riscos e aumentam as chances, é importante evidenciar essa coletividade, a integração de todos os setores em uma pauta sinérgica”, explica.

O presidente da Agência Curitiba, corrobora a importância desta integração. “A integração é o melhor passo, pode parecer meio óbvio, mas muitas vezes não é fácil de aplicar. Nós estamos trabalhando para estabelecer a segurança jurídica para todos os atores, para que os empresários e o ambiente público possam trabalhar de uma maneira mais próxima”.

Durante o encontro, foi consenso que o setor de inovação e tecnologia é fundamental para o desenvolvimento econômico e urbano da cidade. O vereador Bruno Pessuti afirma ter certeza que nos próximos meses um novo debate iniciará na cidade para – não só acabar com as questões fiscais que atrapalham o desenvolvimento - mas para que todo o ambiente de inovação ocorra efetivamente.