Finep amplia programa para startups e quer investir até R$ 60 milhões em um ano

O presidente da Finep, Marcos Cintra (divulgação)
Filipe Oliveira

A Finep, agência do governo responsável por investimentos em inovação, ampliou seu programa de apoio a startups.

Nesta terça (3), a agência lançou o edital para a segunda edição do Finep Startup, que vai selecionar novas empresas para receber até R$ 1 milhão em investimentos. Agora, o orçamento para investimentos anual  é de R$ 60 milhões, em vez dos R$ 50 milhões da edição anterior.

Poderão ser apoiadas até 60 companhias, em vez das 50 da última seleção. A escolha das startups acontece em duas etapas, a primeira no segundo semestre e a segunda em 2019.

São candidatas a receber os recursos companhias que faturam até R$ 4,8 milhões por ano e que já possuem produto inovador no mercado. A ideia da agência é suprir lacuna no mercado, que já oferece investimento-anjo (de pessoas s´físicas) ao redor de R$ 100 mil para negócios incipientes  e valores acima de R$ 1 milhão para companhias mais maduras.

Em vez de se tornar sócia da startup logo no momento da aplicação dos recursos, a Finep faz com as companhias escolhidas um contrato de opção de compra de ações.

Esse tipo de contrato dá a agência A opção de se tornar ou não sócia da empresa em prazo de três anos, prorrogáveis por mais dois.

Se a empresa for bem sucedida, a Finep se tornará sua acionista. Caso ela não dê certo, o que é comum em negócios iniciantes da tecnologia, a agência não arca com eventuais passivos que a companhia venha a ter.

As propostas devem ser enviadas até o dia 3 de agosto.

O primeiro edital do Finep Startup, de junho de 2017,  recebeu mais de 800 inscrições

A Finep informa estar em fase final de contratação de 15 empresas aprovadas na primeira rodada de seleção (que poderia terminar com até 25 aprovadas) e informa que iniciou em junho a visita técnica às 25 selecionadas na segunda seleção.

Fonte: Folha de S. Paulo.