Comissão Europeia seleciona região da Polônia para ampliar cooperação em inovação com o Paraná

Visão da Cidade de Poznan, capital da Wielkopolska

Foi anunciada a região de Wielkopolska, Polônia para ampliar a cooperação com o Paraná, no âmbito do EU-CELAC INNOV-AL, plataforma para a promoção de Políticas Descentralizadas de Inovação, promovida pela Direção-Geral da Política Regional e Urbana, da Comissão Europeia.

Wielkopolska concorreu com outras 15 regiões europeias para ser selecionada região parceira do Paraná.

O Contexto

A região do Paraná foi selecionada, por meio da Governança Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), na União Europeia para ser apoiada no âmbito de 3 projetos daquele bloco continental, incluindo o Innov-AL, os quais compõem, de fato, uma rota de desenvolvimento em Estratégias de Especializações Inteligentes (Smart Specialisation Strategies – S3), modelo europeu centrado no desenvolvimento de base econômica em processos produtivos, em territórios, presente em mais de 20 países e 180 regiões, extrapolando o solo europeu.

Trata-se de oportunidade ímpar em que o Paraná está sendo beneficiando na transferência de metodologia e plataforma de desenvolvimento por meio da Inovação e da Pesquisa e Desenvolvimento alocados em processos produtivos de setores prioritários coincidentes à aqueles selecionados ao desenvolvimento do Estado, com o legado e possibilidades de ampliação, replicação e, inclusive, de extensão de cooperação com regiões europeias, observando oportunidades de desenvolvimento conjunto. A oportunidade em questão tem caráter estratégico em posicionar o Paraná como protagonista no cenário nacional e internacional, de forma coincidente à visão estratégica estabelecida pelo Comitê Gestor dessa Governança e plano de ação decorrente, em que se observa o desenvolvimento das TIC de forma transversal e em conjunto com as principais áreas de oportunidade no Paraná.

O Projeto

A Plataforma EU-CELAC INNOV-AL tem como objetivo geral a promoção de Políticas de Inovação Descentralizadas no Brasil,  apoiar a divulgação e a aprendizagem das experiências e das boas práticas da política regional europeia e alcançar uma maior cooperação com os  três Estados brasileiros selecionados (Pará, Paraná, Pernambuco, contemplados em edital europeu que contratou consultoria especializada para apoiar as linhas de trabalho. Esse consórcio é formado por entidades de 4 países: Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI), Infyde (Espanha), VTT – Centro de Pesquisas Técnicas (Finlândia) e EURADA – Associação Europeia de Agências de Desenvolvimento (Bélgica).

A plataforma do projeto tem, ainda, como objetivos específicos: 1) Facilitar o intercâmbio e a transferência de informações e lições aprendidas sobre a promoção dos sistemas regionais de inovação, incluindo as ligações com as políticas nacionais; 2) Incluir a análise das políticas dirigidas aos grupos de apoio e às PME; 3) Identificar projetos ou programas concretos para o desenvolvimento de iniciativas de competitividade regional e nacional que cada Estado participante brasileiro possa implementar a curto prazo.

Sobre Wielkopolska

Localizada no centro-oeste da Polônia e com cerca de 3,5 milhões de habitantes, a região de Wielkopolska está entre as regiões mais economicamente desenvolvidas da Polônia, com um elevado nível de empreendedorismo.

Já existe um acordo anterior de cooperação entre o Paraná e a região, assinado em 2010 e, desde então, já foram realizadas missões empresariais.

As similaridades entre as regiões possibilitam oportunidades de cooperação a nível de políticas regionais descentralizadas e inovação, incluindo aspetos como, por exemplo, a cooperação entre empresas, institutos de pesquisa e empreendedores, especialmente em áreas prioritárias como as TICs, agronegócios e biotecnologia.

Trata-se de uma região dinâmica e bastante atraente para investidores, tanto  estrangeiros e domésticos. Em anos recentes, desenvolveram-se empresas principalmente na indústria de alimentos, mas também na indústria química e de transporte, na produção de energia elétrica, equipamentos, bem como no processamento de papel. Nos últimos anos, Wielkopolska tem estado entre as regiões com menor taxa de desemprego na Polônia (cerca de 3,6%). Mais de 40% dos trabalhadores estão empregados no processamento industrial e cerca de 30% dos trabalhadores no comércio e reparação de automóveis.

Os setores mais promissores da região polonesa são:

  • Jogos de computador;
  • Personalização e customização;
  • Tecnologias digitais do setor criativo / realidade aumentada;
  • Internet das coisas;
  • TI e soluções eletrônicas B2B;
  • Biotecnologia;
  • Fotônica.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.