Assespro Paraná fez parceria importante no Programa TECNOVA-PR

 

Das 63 empresas no Paraná que receberam recursos por meio do programa Tecnova-PR, dez já estão com seus projetos concluídos e 53 estão na fase final. Os avanços foram apresentados, em Curitiba, pelo secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes e o presidente da Fundação Araucária, Paulo Brofman.

O programa tem o objetivo de apoiar pequenas e microempresas de base tecnológicas financiando novos projetos, além de aproximar o setor produtivo e as universidades.

A chamada pública relacionada ao Tecnova-PR foi lançada em 2013 e disponibilizou R$ 22,5 milhões de reais. Foram R$ 15 milhões providos pela Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e R$ 7,5 milhões pelo Governo do Estado do Paraná, por meio da Unidade Gestora do Fundo Paraná (UGF), vinculada à Secretaria da Ciência e Tecnologia.

“Essa é a função do poder público, principalmente na área de inovação. Apoiar o pequeno e o microempresário para construir soluções para a sociedade. Por meio deste programa também cumprimos com o compromisso assumido de aproximar as universidades do setor produtivo em benefício de toda a população”, afirmou Carlos Gomes.

O Tecnova-PR foi direcionado às micro e pequenas empresas caracterizadas como de base tecnológica, com faturamento de até R$ 3,6 milhões em 2012 e com pelo menos seis meses de existência, antes do lançamento da Chamada Pública realizada em 2013. O valor destinado à subvenção econômica dos projetos variou de R$ 180 mil a R$ 600 mil reais.

“O Paraná foi o recordista em número de empresas inscritas para participar do Tecnova, em relação a outros estados. Foram 219. Este programa é um exemplo da credibilidade que o Governo do Estado tem dado à Ciência, Tecnologia e Inovação. Hoje somos muito bem vistos na Finep em função da maneira como o programa é conduzido no Paraná”, ressaltou o presidente da Fundação Araucária, Paulo Brofman.

A reunião aconteceu no Palácio Iguaçu e contou com a participação dos financiadores, apoiadores e autoridades responsáveis pelo Tecnova-PR, além de autoridades políticas, representantes das universidades e Núcleos de Inovação Tecnológica do Estado.

O novo presidente da Assespro-Paraná participou da divulgação do balanço, na sede do governo estadual, no Palácio Iguaçu, compondo a mesa de autoridades. “Nossa entidade foi parceira e atuou diretamente nesse projeto e o maior número de empresas do Tecnova-PR é do nosso setor. Ficamos felizes com a possibilidade do lançamento de uma segunda edição do programa. Vamos buscar, também um novo edital específico para empresas de base tecnológica como houve com o agronegócio, para reafirmar a importância da TI para o desenvolvimento do estado”, afirma Adriano Krzyuy.

Matéria foi repercutida também no portal Agência Estadual de Notícias – Tecnova possibilita inovação tecnológica em 60 empresas – em 18/10/2017