Assespro Paraná e Sucesu-PR oferecem serviço para implantação de política de segurança da informação para associados

Associados da Assespro e da Sucesu no Paraná vão poder contar com uma política de segurança da informação voltada para produtores e compradores de serviços e produtos de tecnologia e telecomunicações. Os associados da duas entidades vão ter acesso a uma série de normas e treinamentos padronizados para garantir a segurança de dados próprios e de terceiros no ambiente de trabalho e no relacionamento com clientes e fornecedores. A parceria foi viabilizada em um acordo com a empresa Consultcorp e o escritório do advogado Guilherme Guimarães.

“Nós trazemos uma experiência de vários anos no direito digital para apresentar às empresas, independente de porte e segmento, soluções para garantir a segurança de suas informações”, explica o advogado Guilherme Guimarães, que acrescenta: “hoje, em mais de 90% das empresas brasileiras, os dados já nascem em um ambiente digital. E a maioria não sabe como proteger esse ativo. Muitos empresários ainda não implantaram práticas de segurança.

Alguns já tomam medidas para garantir essa segurança, mas não revisam essas normas com o passar do tempo. Em seis meses, essa política já pode ser obsoleta, trazendo riscos jurídicos para as empresas”.

Fernando Misato, da Consultcorp, especializada em segurança da informação, comemora a parceria com a Assespro-Paraná e a Sucesu-PR. ” Trabalhar com essas entidades, que são muito representativas no uso de tecnologia, para ter ou chancelar uma política de segurança, vai garantir os direitos das empresas. Vamos ter essa política de uma maneira muito simples com uma chancela muito forte das duas associações.

Lincoln Moreira, presidente da Sucesu-PR, afirma que “está muito feliz de poder oferecer aos usuários de informática e telecomunicações esse serviço em parceria com empresas especializadas em segurança da informação.

Hoje é uma das coisas mais importantes. É uma área onde se investe muito dinheiro em todas as empresas”.

Sandro Molés da Silva, presidente da Assespro-Paraná, diz que “o convênio é muito importante porque os associados sempre trabalham com informações estratégicas e sigilosas, principalmente de clientes. Há sempre risco de vazamento, podendo causar algum passivo em discussões na justiça. Algumas empresas criam medidas de segurança mas, muitas vezes, são soluções caseiras que não contemplam todas as normas que devem ser seguidas”.

Os detalhes do acordo e os valores do novo serviço vão ser divulgados nos próximos eventos da Assespro e da Sucesu no Paraná.

Veja mais detalhes em https://youtu.be/5npFEUI3Psc